Bem Vindo. O Mundo é Seu.



Fungos e Micoses

Reúne organismos eucariontes unicelulares e pluricelulares, aclorofilados, heterótrofos, que incorporam os alimentos por absorção.

Quanto ao modo de vida, os fungos podem ser:
a) Saprófagos - quando obtêm seus alimentos decompondo organismos mortos.
b) Parasitas - quando se alimentam de substâncias que derivam de organismos vivos.
c) Mutualismo - quando estabelecem associações com outro organismo, em que ambos se beneficiam.
d) Predadores - quando capturam pequenos seres, dos quais se alimentam.

Em todos os casos, os fungos liberam enzimas digestivas para fora de seus corpos, atuando imediatamente no meio orgânico, degradando as moléculas simples, que são absorvidas pelos fungos como uma solução aquosa.

Os fungos unicelulares e microscópicos podem ser parasitas, causadores de doenças, denominadas micoses ( Candida albicans que causa a candidíase ou sapinho e Tinea pedis que causa a frieira ou pé-de-atleta), ou então desenvolverem ação fermentativa, sendo qualificados como leveduras.
Os fungos pluricelulares são formados por filamentos, denominados hifas. O conjunto de hifas forma o micélio.

Os fungos ou eumicetos (eu, bem, verdadeiro; mykes, cogumelos) dividem-se em diversas classes:
Ficomicetos - microscópicos, algumas espécies são parasitas de plantas (batatas) e de animais (peixes). Outras espécies provocam o mofo ou bolor nos alimentos, como o Rhizopus stolonifer causador do mofo no pão.

Ascomicetos - classe mais numerosa, apresentam esporos chamados ascóporos, que formam hifas especiais chamadas ascos, que têm a forma de bolsas ou sacos. Alguns são comestíveis (pluricelulares), outros são microscópicos, como o Penicilium notatum (extração da penicilina) e o Saccharomyces cerevisiae ou leveduras - anaeróbios facultativos - (empregados na fabricação de cerveja e vinho; realizam a fermentação alcoólica, convertendo o açúcar em álcool etílico), empregados como fermento na fabricação de bolos, biscoitos e pães, pois o crescimento do gás carbônico liberado durante a fermentação provoca o crescimento do bolo.

Basidiomicetos - maioria dos cogumelos de jardim e comestíveis (Agaricus campestiris ou champignons), que apresentam hifas especiais chamadas basídios, que assumem aspecto de clava.



Liquens

São associações mutualisticas entre fungos e algas. As hifas (células dos fungos) revestem e protegem as gonídias (células das algas), formando com elas um conjunto harmonioso que dá ao líquen o aspecto de um organismo único. O fungo absorve água e sais minerais do meio, cedendo para alga, que por sua vez, realiza a fotossíntese, cedendo alimento para si e para o fungo.


Micorrizas

São associações do tipo mutualismo de fungos (maioria basidiomicetos) com raízes de plantas. As hifas dos fungos envolvem as raízes ou então chegam a penetrar nas células. O fungo aumenta a superfície de absorção de água e sais minerais das ra[izes, além de converter certos sais minerais em formas que são mais facilmente absorvidas pelas plantas. Em troca, a planta fornece sibstãncias orgânicas aos fungos.


As Micoses

As micoses são toda e qualquer infecção provocada pela atividade de fungos microscópicos.
As micoses podem ser classificadas em:
Micoses superficiais e cutâneas
Micoses sistêmicas ou profundas
Micoses oportunistas.

As micoses superficiais e cutâneas são aquelas que atingem a epiderme e às vezes a derme, compreendendo as dermatofitoses ou tinhas. Os fungos mais comuns causadores desses distúrbios são:
Trichophyton purpureum que ataca a pele das regiões interdigitais dos pés, sendo o agente etiológico do “pé-de-atleta” ou “frieira”.
Piedraia hortai, causa a dermatofitoses do couro cabeludo ou “peladas”.

As micoses que atingem as unhas são chamadas de onicomicoses, sendo causadas por diversos gêneros e espécies de fungos.

As micoses sistêmicas ou profundas compreendem as infecções que atingem os órgãos internos do corpo ou se difundem pela circulação sanguínea.
Entre elas temos:
A candidíase do tubo digestivo ou “sapinho” causada pelo fungo Cândida albicans, que pode se localizar somente na boca ou se alastrar por todo sistema digestivo.

A blastomicose pulmonar ou micose de Lutz causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis, que podem chegar ao SNC causando meningite e encefalite grave.

As micoses oportunistas compreendem afecções que sobrevêm a outras doenças, como:
Candidíase ou “sapinho” e as mucormicoses e a leucorréia (corrimento vaginal), cujo um dos agentes etiológicos é a Cândida albicans.

As mucormicoses são doenças extremamente graves, disseminando pelo organismo provocando lesões, causadas entre eles pelo Rhizopus stolonifer, uma levedura, conhecida como “bolor de pão”.


Página inicial
Volte ao Menu